Portal do Governo Brasileiro

 


Link acesso a Informação Link Facebook Link Instagram  Link Twiter

Utilização consciente da água é destaque no II Encontro da Agricultura Familiar

O auditório do câmpus Petrolina Zona Rural do IF Sertão-PE ficou lotado, no último sábado (8), para debater a crise hídrica nos perímetros do Vale do São Francisco. O assunto foi o tema do II Encontro de Agricultura Familiar, realizado em parceria entre o Instituto e o Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Petrolina (STR), e atraiu agricultores de diversas localidades, como Sobradinho, Casa Nova, Porto de Palha, Nova Descoberta, Bebedouro, Izacolândia e assentamentos rurais em torno de Petrolina e Juazeiro.

Agricultores lotaram o auditório do câmpus Petrolina Zona Rural  

Estiveram presentes o representante da direção-geral do câmpus Petrolina Zona Rural, professor Luis Fernando Campeche, o coordenador-geral de Extensão do câmpus, João Bandeira, o coordenador do Conselho Municipal de Desenvolvimento Rural Sustentável, Nélio Gurgel, o chefe de Transferência de Tecnologia da Embrapa Semiárido, Sérgio Guilherme, o engenheiro agrônomo da 6a SR da Codevasf, Rodrigo Vieira, o gerente da Divisão de Operação da Regional de Sobradinho, Raniere Farias, o presidente do STR, Francisco Pascoal, além de representantes dos câmpus Santa Maria e Ouricuri do IF Sertão-PE, professores Roberto Holanda e Marlon Gomes da Rocha. 

Mesa-redonda discutiu, entre outros assuntos, a importância da utilização consciente de água

O debate sobre a importância da utilização consciente da água foi o grande destaque da programação, que contou com palestras e mesa-redonda. “Estamos muito felizes com o II Encontro da Agricultura Familiar se concretizando. O tema da crise hídrica afeta diretamente os agricultores e por isso é fundamental promover essa discussão”, afirmou o coordenador de Extensão do câmpus, João Bandeira

Engenheiro da 6ª SR da Codevasf, Rodrigo Vieira, demonstrou como certar práticas agrícolas desperdiçam água

As palestras abordaram ainda a situação atual da capacidade hídrica da região Nordeste e como a falta de água pode afetar a produção de energia. “Essa crise hídrica vem sendo monitorada desde 2013, quando se começou a alertar para que ela ia chegar ao limite. E está chegando”, disse o representante da Chesf, Raniere Farias, que esclareceu ainda como se encontra o lago de Sobradinho e as perspectivas até o final do ano.   

As técnicas de manejo e de economia de água foram discutidas pelos engenheiro da Codevasf, Rodrigo Vieira, e pelos professores do IF Sertão-PE, Luis Fernando Campeche e José Sebastião Costa. De acordo com Campeche, a irrigação não é a vilã da crise hídrica. “Nós não podemos admitir o desperdício de água. A gente tem que sair dessa crise com um legado bom, com mais técnica e mais consciência, e o manejo de uso de água é uma forma de mudar o que está aí”, afirmou.

Durante palestras, agricultores tiraram dúvidas

Os agricultores levaram questionamentos aos palestrantes e puderam tirar dúvidas sobre assuntos como mudança de sistema de irrigação e assistência técnica. Para a agricultora do Projeto Bebedouro, Eliete Rodrigues, o debate foi muito proveitoso. “São informações preciosas. Como agricultora a gente sente muita necessidade da mudança do sistema de irrigação, porque temos problemas com desperdício de água, erosão salinização. A gente quer e tem coragem de enfrentar os desafios para ter uma agricultura mais eficiente”, declarou.

Campus Petrolina Zona Rural

 

  • PE 647, Km 22, PISNC N - 4, Zona Rural, Cx. Postal 277
    CEP 56.302-970
    Petrolina-PE
  • cpzr.comunicacao@ifsertao-pe.edu.br
  • (87) 2101-8050