Portal do Governo Brasileiro

 


Link acesso a Informação Link Facebook Link Instagram  Link Twiter

JINCE/JID 2018 é aberta oficialmente no campus Santa Maria da Boa Vista

Com as presenças de gestores do Instituto Federal do Sertão Pernambucano (IF Sertão-PE), de autoridades locais, estudantes, pesquisadores, docentes, técnicos-administrativos em Educação e moradores da cidade e de municípios vizinhos, foram oficialmente abertas, na tarde desta sexta-feira (19), a XIII Jornada de Iniciação Científica e Extensão (JINCE), a VII Jornada de Trabalho de Extensão e a VI Jornada de Iniciação à Docência (JID) do IF Sertão-PE.


Público lotou o hall de entrada do campus Santa Maria da Boa Vista para acompanhar a abertura da JINCE/JID 2018.

O evento é alusivo à Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT) e agrega as comunidades de todas as unidades do IF Sertão-PE para apresentar a produção científica desenvolvida por estudantes, professores e técnicos em Educação, em prol do desenvolvimento da sociedade. Durante a solenidade de abertura, as autoridades presentes foram unânimes em reafirmar a necessidade de fortalecer a educação pública, gratuita e de qualidade, de fortalecer o ensino, a pesquisa, a extensão e a inovação e de resistir a qualquer tipo de retrocesso ou de tentativa de barrar o desenvolvimento científico do país.

Conjunto musical Juventude Seresteira, de Santa Maria da Boa Vista, encerrou a cerimônia de abertura da JINCE/JID 2018

Em sua fala, o presidente da comissão organizadora do evento, Clésio Morgado, destacou o esforço de todos 72 colaboradores da equipe organizadora, além dos 152 monitores que contribuíram com seus esforços para a realização JINCE/JID 2018. Já a reitora Leopoldina Veras enfatizou que o sucesso na qualidade de ensino dos Institutos Federais é fruto de um trabalho que vem se desenvolvendo há muitos anos e que é necessário continuar lutando pelo fortalecimento da educação pública e do ensino técnico, tecnológico e profissionalizante no Brasil.

Reitora Leopoldina Veras parabenizou os servidores que se dedicaram à realização da JINCe/JID 2018.

Durante a solenidade de abertura, também se pronunciaram o pró-reitor de Extensão, Ricardo Bitencourt; a pró-reitora de Ensino, Marli Melo; a professora Clécia Pacheco, representando a pró-reitora de Pesquisa, Inovação e Pós-Graduação, Luciana Cavalcanti; e a diretora do campus santa Maria da Boa Vista, Maria Gomes.

PROGRAMAÇÃO

Palestra sobre histórias, causos e poesia do sertão inspira professores e alunos

“O Sertão: ‘História, Causos e Poesia’”. Foi o tema da palestra proferida na tarde desta sexta-feira (19) pelo comerciante, poeta, cordelista, declamador e humorista Clenio Sandes. Natural de Delmiro Gouveia, no sertão de Alagoas, Clenio vive há 28 anos em Santa Maria da Boa Vista. Há nove, apresenta um programa de rádio na Boa Vista FM e, há três, levou a proposta para as telas da TV Caatinga, afiliada das emissoras TV Brasil, Futura, Cultura e NBR. Na programação da JINCE/JID 2018, o poeta manteve o tom dos seus programas e shows ao unir a poesia de cordel, a piada tipicamente nordestina, os chamados “causos”, e as curiosidades sobre aspectos da história sertaneja pouco mencionados pela historiografia brasileira. Um dos exemplos mencionados por Clenio foi o massacre do Caldeirão de Santa Cruz do Deserto, uma comunidade messiânica liderada pelo beato José Lourenço na zona rural do Crato (CE), na primeira metade do século 20. O Governo de Getúlio Vargas teria mandado a Força Aérea Brasileira bombardear o Caldeirão, causando a morte de centenas de pessoas. 

O poeta palestrou sobre histórias, causos e poesias do sertão.

Para Clenio, contar histórias como essas em suas apresentações faz parte do esforço de não deixar cair no esquecimento a memória da resistência sertaneja. “É importante que a gente mostre que houve reações, pessoas de luta e de brio e que iam de encontro à elite. É importante instruir, forçar a pesquisa, a garimpagem dessas histórias para que a juventude tenha outras atitudes”, afirmou ele.

O público presente à palestra refletiu sobre memórias pouco lembradas sobre a história oficial.

O professor de língua portuguesa da escola municipal Antônio Conselheiro, em Santa Maria da Boa Vista, Deusdete Henrique, esteve presente na palestra e ressaltou a importância de trazer seus estudantes para a programação da JINCE/JID. “Assim que eu descobri o que iria acontecer aqui me veio a motivação de trazer os alunos para que pudessem conhecer esse ambiente e também despertar um interesse maior pela cultura”, destacou. 

Um dos estudantes presentes à palestra foi Leonardo Vitor Correia. Cursando o terceiro ano na Escola de Referência em Ensino Médio Professora Edite Matos, ele se surpreendeu com a apresentação de Clenio. “Eu não sabia que em Santa Maria tinha um cara que fazia esse tipo de apresentação, cordel, poesia. Foi bem legal que a gente viu mais sobre a cultura do nosso sertão”, afirmou. Além de acompanhar a programação da JINCE/JID 2018, Leonardo deseja ingressar no próximo ano como estudante do curso técnico em Edificações do campus. 

IV Encontro de Pós-Graduação e Líderes de Grupos de Pesquisas do IF Sertão-PE

Diversidade de pesquisas e trabalhos de dissertação foram a tônica do IV Encontro de Pós-Graduação e de Líderes de Grupos de Pesquisas do IF Sertão-PE, ocorrido na tarde desta sexta-feira (19), durante a realização do IV Encontro de Pós-Graduação e Líderes de Grupos de Pesquisas, em conjunto com a jornada científica que mobiliza o campus Santa Maria da Boa Vista em torno da XIII Jornada de Iniciação Científica e Extensão; da VII Jornada de Trabalhos de Extensão e da VI Jornada de Iniciação à Docência.


Servidor Wandilson Lima falou sobre estratégias de permanência no ensino superior e assistência estudantil.

Reflexões baseadas em pesquisas científicas e outras originadas de dissertações dos cursos de mestrado profissionais em Educação e em Administração, fruto de convênio entre o IF Sertão-PE e a UFBA, foram socializadas entre os participantes do evento, que prossegue até este sábado (20). Entre os trabalhos apresentados, uma constante foi a intensão de aplicar os resultados das pesquisas em prol da melhoria dos processos que constituem as atribuições institucionais.

Psicólogo Péricles Nóbrega do IF Sertão-PE abordou os desafios da Assistência Estudantil.

Pesquisas aplicadas, investigações qualitativas e quantitativas, abordagens empíricas, diversas metodologias de pesquisa desenvolvidas pelos servidores do IF Sertão-PE, por ocasião de programas de qualificação profissional em âmbito institucional, tiveram seus resultados apresentados durante o IV Encontro de Pós-Graduação e Líderes de Grupos de Pesquisas. O Encontro de Líderes de Pesquisa contou ainda com a palestra "Pesquisa aplicada e sua relação com os grupos de pesquisa", proferida pelo professor do campus Petrolina, Marcos Lima.

Antônio Gomes, servidor do campus Petrolina falou sobre pesquisa de dissertação sobre licitações públicas.

As pesquisas contribuem para ampliar a visão dos processos, no sentido de contribuir para a melhoria dos resultados e da qualidade dos serviços prestados à população, qual seja a educação pública, gratuita e de qualidade para o desenvolvimento da sociedade.

Textos: Luis Osete e Ricardo Brandão

Campus Santa Maria

 

  • BR 428, Km 90, Zona Rural
    CEP: 56.380-000 | Santa Maria da Boa Vista/PE - Brasil
  • csmbv.comunicacao@ifsertao-pe.edu.br
  • (87) 99952-8816