Portal do Governo Brasileiro

 


Link acesso a Informação Link Facebook Link Instagram  Link Twiter

Oficinas, mostras e premiações marcam o encerramento da JINCE/JID 2018 em Santa Maria da Boa Vista

Inovar, dinamizar e interagir. Foram as três ações principais que nortearam as propostas das oficinas realizadas durante os dois dias da JINCE/JID 2018. Ministradas por estudantes e professores dos mais diversos campi do IF Sertão-PE, as oficinas abrangeram diferentes áreas do conhecimento e demostraram que o empenho para tornar o processo de ensino-aprendizagem mais dinâmico e significativo é um interesse afim da comunidade acadêmica. 

No primeiro dia da JINCE/JID 2018, foram realizadas as oficinas de Realidade aumentada (RA) e Realidade Virtual (RV) no ensino da matemática; Amostragem de solo para fins de fertilidade; Construção de laboratórios alternativos para o ensino de química; Tecnologias aplicadas à educação: Reflexões e práticas; Reuso da água cinza no cultivo de palma forrageira; e Planejamento de Projetos com Project Model Canvas. 

Oficina de Planejamento de Projetos com Project Model Canvas 

Para a professora Willmara Monteiro, facilitadora da oficina “Tecnologias aplicadas à educação: Reflexões e práticas”, estar na JINCE/JID 2018 é uma oportunidade de compartilhar práticas e discussões que lhe acompanham desde a graduação, feita no curso de Licenciatura em Computação do campus Petrolina. “Em um evento que une professor e aluno, a tecnologia pode melhorar a interação entre os dois”, destacou. 

Promover a interação e deixar as aulas mais dinâmicas e atrativas também foram os objetivos da oficina “Realidade aumentada (RA) e Realidade Virtual (RV) no ensino da matemática”, ministrada pelo estudante do curso de Gestão de Tecnologia da Informação do campus Floresta, Eldis José da Silva. Agora, ele pretende criar aplicativos de realidade aumentada que auxiliem no ensino de outras disciplinas, como biologia e geografia. “A tecnologia contribui em tudo. O GeoRA ajudou muito no aprendizado dos alunos. Desde o primeiro dia que aplicamos, vimos como eles aprenderam muito rápido”, afirmou. 

 Oficina de Realidade aumentada (RA) e Realidade Virtual (RV) no ensino da matemática

Formada em biologia e há quatro anos lecionando a disciplina de química na Escola de Referência em Ensino Médio Professora Edite Matos, em Santa Maria da Boa Vista, a professora Amanda Pereira participou da oficina  “Construção de laboratórios alternativos para o ensino de química”, que ensinou como promover uma estrutura de experimentos em sala de aula com a utilização de materiais de baixo custo e facilmente encontrados no dia a dia. Segundo Amanda, os aprendizados vão colaborar com o ensino da disciplina, já que a estrutura do laboratório na Erem dispõe de poucos reagentes químicos para a realização das práticas.

O oficineiro da construção de laboratórios alternativos para o ensino de química foi o mesmo que, um dia depois, esteve ensinando como construir laboratórios alternativos para o ensino de física: o técnico em Laboratório do campus Petrolina, Geraldo Júnior. No segundo dia da JINCE/JID 2018, ele esteve mais uma vez despertando a curiosidade e a satisfação nas expressões de cada estudante e professor que viu, na prática, conceitos que, nos livros didáticos, são explicados por meio de desenhos e fórmulas. Conceitos físicos como e de reflexão foram passados com recursos acessíveis, como a utilização de espelhos. E a distinção entre côncavo e convexo, que por vezes pode embaralhar o raciocínio dos estudantes, foi transmitido com a utilização de recursos didáticos que unem eficiência e ludicidade.

Participação dos estudantes na Oficina de Construção de laboratórios alternativos para o ensino de Física

No laboratório de Matemática, a professora Socorro Tavares, servidora do campus Petrolina, ministrou a oficina “Autorregulação de aprendizagem: organização e eficiência no ato de estudar e aprender”, com reflexões e dicas sobre como melhorar a eficiência do aprendizado individual durante os horários de estudo, em ambientes como o próprio lar do estudante.

Oficina de Autorregulação de aprendizagem abriu o diálogo acerca do hábito e das técnicas de estudo

Já no laboratório de Biologia, o professor do curso de Eletrotécnica do campus Petrolina, Marcos Silva, ministrou o minicurso “Eficiência energética: conhecendo a fatura de energia”, e demonstrou como é possível reduzir custos com a conta de energia apenas analisando as características de cada tipo de tarifa. Também fizeram parte da programação as oficinas “Fitoterápicos”; “Realidade Aumentada e Realidade Virtual no ensino da Matemática”; “Prática do ensino da arte na educação básica”; e “Direito à cidade – participação política e cidadania”.

Oficina de Eficiência Energética mostrou como o conhecimento pode gerar economia de recursos

Mostras Didática e de Inovação Tecnológica expõem experiências exitosas desenvolvidas no IF Sertão-PE

A importância de trabalhar as disciplinas do currículo de modo lúdico e interativo deu o tom da Mostra Didática deste ano, ocorrida durante a JINCE/JID. Jogos e brincadeiras foram apresentados como metodologias imprescindíveis para garantir a inserção de diferentes conteúdos curriculares na sala de aula, desde os ritmos musicais nordestinos à tabela periódica. 

Para a bolsista do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência (Pibid) e estudante de Licenciatura em Química do campus Ouricuri, Mirele Cassimiro, uma das responsáveis pela criação da tabela periódica interativa, construir ferramentas que auxiliem na aprendizagem significativa é o grande desafio da educação atual. “Depois do desenvolvimento dessa prática eu percebi que nunca devemos só expor conteúdo. Quando consigo associar com o lúdico, não só estou ensinando de forma correta como o aluno vai levar para a sua vida”, afirmou ela. Após a boa receptividade na Mostra Didática, a equipe está pensando em patentear a experiência.


Estudantes de Licenciatura em Química do campus Ouricuri trouxeram para a Mostra Didática a experiência da Tabela Periódica Interativa

Com objetivo de oportunizar um espaço para exposição de produtos, protótipos, jogos, softwares e outras soluções tecnológicas, a V Mostra de Inovação Tecnológica reuniu na JINCE/JID cinco trabalhos desenvolvidos por estudantes e professores do IF Sertão-PE. “A Mostra é o momento em que temos a culminância da pesquisa aplicada em que são expostas tecnologias, que podem ser produtos ou serviços, com potencial para serem utilizadas de alguma forma pela população”, afirmou Priscila Silva, uma das organizadoras da V Mostra.

Visitantes puderam conhecer a Mostra de Inovação Tecnológica de forma lúdica

Uma das soluções apresentadas visavam a otimização do Teclado TiX, que é um produto desenvolvido pela empresa Geraes Tecnologia Assistiva e dá acessibilidade para escrever e navegar em qualquer computador para pessoas com necessidades específicas. A iniciativa é fruto do projeto “Avaliação do teclado Tix: reordenamento das teclas e otimização do modo de varredura”, que tem como bolsista da aluna Maria Tatiane Gonçalves e orientado pelo professor do campus Salgueiro Marcelo dos Santos. “Buscamos aprimorar este produto para que ele possa ser mais eficiente ainda. Com os ajustes que realizados, conseguimos reduzir em 31% o tempo gasto para que uma pessoa com necessidades específicas pudesse realizar combinações de letras para compor uma palavra”, explicou a aluna.

Otimização do teclado TiX foi uma das soluções apresentadas na V Mostra

Cerimônia de encerramento premia trabalhos de pesquisa, extensão e inovação tecnológica

A cerimônia de encerramento da JINCE/JID 2018 foi aberta por uma expressão cultural da Folia de Reis no município de Santa Maria da Boa Vista: o Reisado de Maria Jacinta. Composto de 25 integrantes, o grupo de cultura popular abrilhantou a noite de premiação dos trabalhos de pesquisa, extensão e inovação tecnológica apresentados ao longo dos dois dias de evento.

O Reisado de Maria Jacinta fez a folia na abertura da cerimônia

Na mesa da cerimônia de encerramento, estiverem presentes a reitora Leopoldina Veras, o prefeito de Santa Maria da Boa Vista, Humberto Mendes, o pró-reitor de Extensão e Cultura, Ricardo Bitencourt, a coordenadora institucional do Pibid, Delza Amorim, a Diretora de Pesquisa, Inovação e Pós-Graduação, Clécia Pacheco, a diretora do campus Santa Maria da Boa Vista, Maria Gomes, e o presidente da comissão organizadora do evento, Clésio Morgado. 

Em sua fala, Clésio Morgado agradeceu o apoio de todos os colaboradores que contribuíram com seus esforços para a realização da JINCE/JID 2018. A diretora do campus, Maria Gomes, enfatizou o protagonismo das mulheres na consolidação das manifestações culturais de Santa Maria da Boa Vista e a felicidade em receber os mais de mil participantes do evento. Já a reitora Leopoldina Veras destacou a presença da mestra de Reisado, dona Jacinta, que aos 93 anos lidera a Folia de Reis no município, contribuindo para a formação de jovens na arte e na cultura. 

Clésio Morgado agradeceu o apoio dos colaboradores da JINCE/JID 2018

Durante a cerimônia de premiação, foram laureados os três primeiros lugares nas categorias da pesquisa (clique aqui), correspondentes aos Programas Institucionais de Bolsas de Iniciação Científica nível superior (Pibic) e nível médio (Pibic Jr.) e em Desenvolvimento Tecnológico e Inovação (Pibiti), da extensão (clique aqui), representados pelo Programa Institucional de Bolsas de Extensão nível superior (Pibex Superior) e nível médio (Pibex Técnico) e da Mostra Tecnológica (clique aqui). 

Vencedora na categoria Pibex Superior, com o projeto “Falando ao Produtor - É o IF Sertão Levando tecnologias ao Campo e à cidade”, orientado pela professora Ana Rita Leandro, a estudante do campus Petrolina Zona Rural, Ariane Costa, destacou a alegria em ter o reconhecimento de uma ação extensionista que completou seis anos em 2018. “A sensação de receber a premiação é maravilhosa. Tem muita gente com muito trabalho bom”, lembrou ela, que semanalmente recolhe dúvidas e assuntos de interesses dos produtores rurais e disponibiliza as respostas em uma rádio de Petrolina.

Premiação do 1º lugar no Pibex Superior

Orientador de dois trabalhos premiados em primeiro lugar no Pibiti e na Mostra Tecnológica, ambos tendo como orientanda a estudante Tatiane Gonçalves, o professor do campus Salgueiro Marcelo Anderson dos Santos ressaltou a utilização prática de suas pesquisa desenvolvidas no IF Sertão-PE. “A sensação é de felicidade pelo trabalho desenvolvido e por saber que ele vai ter uma utilidade prática para a sociedade. Ter uma utilização como resultado da pesquisa é muito gratificante”, destacou ele, que já planeja dar outros passos no desenvolvimento de tecnologias que permitam a acessibilidade para pessoas com necessidades específicas. 

A estudante Tatiane Gonçalves e o professor Marcelo dos Santos venceram em duas categorias: Pibiti e Mostra Tecnológica

A cerimônia de encerramento foi finalizada com o anúncio do campus Floresta como sede da JINCE/JID 2019. 

Textos: Luis Osete, Maísa Boa Morte e Ricardo Brandão.

Campus Santa Maria

 

  • BR 428, Km 90, Zona Rural
    CEP: 56.380-000 | Santa Maria da Boa Vista/PE - Brasil
  • csmbv.comunicacao@ifsertao-pe.edu.br
  • (87) 99952-8816