Portal do Governo Brasileiro

 


Link acesso a Informação Link Facebook Link Instagram  Link Twiter

1. Sobre o Curso

O ser humano interage com as pessoas e o ambiente valendo-se da fala, da escrita, da linguagem corporal, plástica e musical. Os estímulos sonoros do ambiente que nos cerca são intensos e desde os primeiros anos de vida reagimos em forma de balbucios, gritos e movimentos corporais; é o modo de manifestação natural ante os sons. A capacidade de ouvir, captar e identificar as vozes das pessoas leva o ser humano a penetrar progressivamente no mundo dos sons. Quanto mais adequados forem os estímulos sonoros, melhor a percepção o mundo que nos rodeia.

Na História da Educação encontramos muitos pensadores que destacam o papel da música na formação humana. É o caso, por exemplo, de Pestalozzi, que valorizou o ensino das canções nacionais. Para Froébel, o iniciador dos Jardins de Infância, a arte deveria chegar às crianças por meio do canto, das práticas de pintura e da modelagem. Aconselhava as mães a estimularem seus filhos e as crianças, propondo-lhes “brincar” de construir instrumentos musicais.

No Brasil, temos uma proposta de educação musical rica baseada em estudos profundos, enraizados desde o período Colonial e amplamente difundidos na época de Villa-Lobos, agora sob a chancela da Lei 13.278/2016 sancionada pelo presidente da República em 18 de agosto de 2008.

No estado de Pernambuco, especialmente, reside à herança de ícones como Luiz Gonzaga, Dominguinhos, Capiba, Maestro Duda, Geraldo Azevedo entre outros, que provam a fertilidade musical do povo pernambucano. A região que abrange o ensino do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sertão Pernambucano, micro regiões do sertão baiano, pernambucano e piauiense com aproximadamente um milhão de habitantes, mostra através dos grupos musicais, como bandas marciais, fanfarras e orquestras o interesse pelo ensino-aprendizagem da música, evidenciando a necessidade de ter um centro de referência em educação musical.

Atualmente, estamos diante de um esforço nacional pela qualidade na Formação de Professores para a educação nacional. O IF Sertão-PE, através de seu Plano de Desenvolvimento Institucional - PDI prevê o crescimento e investimento na criação de cursos de licenciaturas com condições necessárias de atender em sua área de atuação a esse esforço nacional de formação de professores. 

Dessa forma, torna-se indispensável uma nova estrutura de políticas em educação que possam modificar esta realidade. O Curso de Licenciatura em Música, surge nesse contexto como parte integrante do Plano de Desenvolvimento Institucional do IF Sertão-PE, e também do Programa Nacional de Formação de Professores, que tem como meta qualificar profissionais docentes para integrar o conhecimento de Música, possibilitando assim, o cumprimento da Lei.

 

 

 

2. Carga Horária

3.270 horas

4. Duração

4 anos

4. Campus autorizados a ofertar o curso

Campus petrolina - Ato autorizativo e Projeto Pedagógico do curso

5. Número de vagas autorizadas

30 (trinta) vagas anuais

6. Modalidade

Presencial

7. Turnos de funcionamento do curso

Vespertino e Noturno

8. Coordenador do curso de Licenciatura em Música

Prof. Me. Adelson Aparecido Scotti

9. Nota do Curso pelo MEC

Conceito 4.0

10. Legislação

11. Matriz e Ementas

 Matriz curricular

 Ementas

12. Núcleo Docente Estruturante (NDE)

 Comissão responsável pelo NDE Música

 Resolução NDE

13. Colegiado do Curso

  Portaria Colegiado Música

  Organização colegiado

14.Documentos:

  Resolução nº 47 de 2011

  Resolução nº 39 de 2010

  Resolução nº 22 de 2014

  Regulamento AACC

  Regulamento Estágio Supervisionado

   Portaria Reconhecimento de Curso

   PPC 2018 Música

 

Horário Escolar

arquivo: Horario 2018.1

 

 

 

Campus Petrolina

 

  • Rua Maria Luiza de Araújo Gomes Cabral, S/N, João de Deus
    CEP: 56316-686 | Petrolina/PE - Brasil
  • cp.comunicacao@ifsertao-pe.edu.br
  • (87) 2101-4300