Estudantes e professor do campus Ouricuri lançam o minilivro Guerras Mundiais Através do Cinema 

Era o dia 15 de março, um domingo, quando o professor de História do campus Ouricuri, Andrey Borges Bernardes, recebeu a notícia de que as aulas haviam sido suspensas no IF Sertão-PE. Depois de oito meses convivendo, ao mesmo tempo, com as surpresas desagradáveis de uma pandemia que assola o mundo e se aproxima de números de mortos em guerras e as necessidades dos estudantes de transformar o tédio e a ansiedade comuns em tempos de distanciamento social em novos modos de sistematizar os estudos surgiu o minilivro digital Guerras Mundiais Através do Cinema. A iniciativa envolveu a turma do 3º ano do Ensino Médio do curso de Informática e foi construída ao longo de 14 horas de debates livres e abertos sobre mais de 30 filmes que abordam a Primeira e a Segunda Guerras Mundiais assistidos pela turma. 

Tudo começou quando o estudante João Alexandre apresentou seu interesse pelas guerras mundiais e pelas videoaulas do youtuber Felipe Castanhari, que mantém o canal Nostalgia História no YouTube. Ao assistir a uma videoaula sobre a Segunda Guerra Mundial, em que Castanhari utiliza imagens de filmes, Andrey teve uma ideia de estudo. “Sugeri a João Alexandre que assistíssemos a todos os filmes citados por Castanhari. Estávamos de quarentena, não podíamos sair de casa, e assistir a filmes seria uma ótima forma de passar o tempo de maneira agradável e, ainda assim, continuar estudando”, afirma o professor de História na apresentação do minilivro.

Um mês depois, os resultados dos estudos empreendidos por João foram partilhados em um encontro virtual com a turma, que passou a ser envolvida na proposta de ampliar o conhecimento sobre as guerras mundiais a partir de trocas de impressões resultantes das leituras de 33 obras cinematográficas. “Esta dinâmica criou um clima de horizontalidade, de modo que meu papel foi respeitado na medida em que era minha responsabilidade organizar e manter o entusiasmo do grupo”, recorda Andrey. Além de exercitar a capacidade de escutar e se expressar, as discussões despertaram nos estudantes a atenção para questões intrinsecamente ligadas ao cinema, como aspectos da representação cinematográfica, construção narrativa, fotografia, direção, trilha sonora, efeitos dramáticos e assim por diante.

“Em um momento único na vida de todo o planeta, durante um período importante da formação básica dos estudantes, como é o ensino médio, durante dois bimestres, um grupo de estudantes trará na memória e na bagagem de experiências ter feito um estudo em intensidade sobre as guerras mundiais, algo que não teríamos feito em um período regular de estudos. Mesmo assim, pensei que uma última ação poderia coroar o trabalho”, afirma o professor Andrey. A coroação do trabalho é um alento a um ano de tantos desafios educacionais e humanitários e expressa a síntese, a seleção e a organização de informações na elaboração de textos sobre 12 temas fundamentais para a compreensão das nuances que envolvem as guerras mundiais, como os campos de concentração nazistas, a participação dos EUA e da Grã-Bretanha, a perseguição aos judeus, a coragem esquecida da atuação feminina, entre outros. 

A obra, intitulada Guerras Mundiais Através do Cinema, foi organizada, editada e revisada pelo professor Andrey Bernardes, diagramada pela programadora visual Milena Monteiro e escrita pelo professor Andrey e os estudantes Antônio Carlos Ribeiro, Eduarda do Nascimento, Emanuel Messias Ribeiro dos Santos, Gabriel Aquino Bezerra Ferraz de Luna, João Alexandre Soares Siqueira, João Emanuel Freire Antero, Laura Vitória Costa Barros, Maria Clara Bezerra Santos, Maria Luiza Bezerra dos Santos e Nathalia Parente Carvalho. 

Clique aqui para ler.